quinta-feira , 29 outubro 2020

Através da osteopatia, fisioterapeuta de São Fidélis promete acabar com as dores sem medicamentos Técnica busca encontrar o que levou o paciente a sentir dor e então tratá-la adequadamente

Técnica busca encontrar o que levou o paciente a sentir dor e então tratá-la adequadamente

Antônio Fernando está atuando há dois anos em São Fidélis

Grande parte da população, com a correria do dia a dia e pouco tempo para se cuidar, sofre de dores, seja nas costas, cabeça, articulações ou na nuca. Se você sofre com algum desses males, saiba que em São Fidélis, no Norte Fluminense, seu problema pode ser finalmente resolvido.

Atuando na cidade há dois anos, o fisioterapeuta e pós-graduado em osteopatia e terapia manual, Antônio Fernando Sobral Mendes Júnior, promete acabar com as dores do paciente em até cinco sessões, variando de acordo com o comprometimento da pessoa, e sem o uso de medicamentos. “Não vou tratar a dor em si do paciente, vou tratar a causa da dor dele, que muitas vezes pode ser de origem emocional, de origem física. Não utilizo nenhum tipo de medicamento, mas sim técnicas manuais e mudanças no estilo de vida” – explica.

Segundo o fisioterapeuta, logo a partir do primeiro atendimento, a pessoa já terá melhora no quadro. “Eu trabalho com a osteopatia, que é uma especialidade da fisioterapia que busca no paciente não o sintoma, mas o que levou a ele desenvolver aquela dor” – afirma.

Através da osteopatia, Antônio Fernando também trata problemas viscerais, como prisão de ventre, dores de cabeça, azia, pois todos eles envolvem a coluna. Ao chegar na consulta o paciente passa por uma avaliação, na qual a causa da dor é identificada e então ele é norteado para um tratamento. “Esse tratamento geralmente dura cinco encontros, depende de cada um e após ele é encaminhado para uma atividade física ou para outro profissional, como psicólogo. Uma reavaliação é feita de forma mensal”. Segundo ele, nos casos em que o paciente segue todas as recomendações a chance de melhora é de 100%.

Através da avaliação o fisioterapeuta encontra bloqueios articulares, os manipula, fazendo um “estalo”, então a vértebra é reposicionada e o bloqueio que impedia o funcionamento correto é desfeito, e o sistema restaurado.

O tratamento pode ser feito por qualquer pessoa, de bebês a idosos, em qualquer tipo de problemas em que os pacientes já foram em vários especialistas e tomam medicamentos que já não fazem mais efeito. Também há a opção de fazer uma sessão de forma quinzenal, mas como os problemas podem ser de anos, o tratamento com mais encontros é a melhor opção.

O fisioterapeuta atende em uma clínica localizada na Rua do Sacramento, às segundas, quartas, quintas e sextas; no Sindicato dos  Servidores Públicos, na rua Rua Dr. Laurindo Pita às terças e também em domicílio. A consulta deve ser marcada com antecedência no Sindicato devido à grande procura, na clínica das 8h às 17h, pelo número (22) 2758 – 1127 e através do número (22) 9 – 98767127 pelo Whats App.

Mais do SFn