Atleta de São Fidélis conquista 1º lugar no Prêmio Brasil Virtual de Poomsae

Ele foi avaliado através de um vídeo e conquistou o 1º lugar na categoria Master 3, em pódio que teve atletas de Rondônia, São Paulo e Acre
Foto: Reprodução

Acostumado a competir em eventos de Taekwondo em diversas cidades do Brasil, que geralmente reúnem grande público, o atleta Ney Magalhães, de São Fidélis, Norte Fluminense, participou de uma competição diferente. Com o isolamento social e suspensão de eventos esportivos, a Liga Nacional de Taekwondo promoveu na última semana o Prêmio Brasil Virtual de Poomsae 2020. Segundo o fidelense, a adesão ao evento foi grande, contando com a participação de mais de 200 atletas, que enviaram vídeos para avaliação. Para ele, o evento virtual é mais difícil e demanda uma preparação diferente. “Não é fácil porque a gente sente saudade do convívio com os atletas, das competições dos treinos em conjunto, dos seminários que a gente faz pra aperfeiçoar. É um pouco diferente, é bem mais difícil que treinar em conjunto, porque ali alguém avalia você, você avalia alguém. Mas, estando sozinho é muito difícil, é uma preparação totalmente diferente, é mais mental, porque a gente sente desânimo, sente vontade de parar e temos que lutar contra isso” – afirma. (continua após a publicidade)

O atleta fidelense conquistou o 1º lugar na categoria Master 3 – 4º ao 6º Dan, em pódio que teve atletas de Rondônia, São Paulo e Acre. Ele já se inscreveu em mais dois eventos virtuais, que ocorrerão nesta e na próxima semana. O Poomsae exige do atleta um domínio tanto sobre sua mente quanto do seu corpo, consistindo numa sequência de diferentes movimentos que coordenam respiração e ação, de forma sistemática e consecutiva, contra um ou vários adversários imaginários.

VEJA MAIS

VEJA MAIS