Atitude irresponsável: Trote sobre acidente mobiliza equipes do Corpo de Bombeiros em São Fidélis

Enquanto as equipes eram deslocadas para o local do falso acidente, o atendimento a quem realmente precisasse poderia ter sido prejudicado. Só este ano, o Corpo de Bombeiros já recebeu quase 80 mil trotes em todo o Estado

A missão do Corpo de Bombeiros é salvar vidas em diferentes tipos de situações que ocorrem no dia a dia, mas o serviço dos militares acaba sendo prejudicado pelos trotes, e pode até custar vidas. Na noite desta quarta-feira (29) o Destacamento do Corpo de Bombeiros de São Fidélis foi acionado para atender uma ocorrência de capotagem na RJ-158, próximo ao Morro do Gambá. Três viaturas foram deslocadas para o local, mas quando os militares chegaram no ponto indicado, descobriram que a ligação se tratava de um trote.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Agora imagina se no momento em que as equipes eram deslocadas para o local do falso aviso acontecesse um acidente real em outro ponto da cidade; as vítimas desse acidente teriam o socorro prejudicado devido a uma atitude irresponsável que pode custar vidas. As ligações falsas avisando sobre incêndios, colisões e outros tipos de ocorrências, atrapalham e prejudicam o serviço prestado pelos bombeiros, além de congestionar as linhas impedindo que outras pessoas acionem o grupamento para um verdadeiro acidente.

Os militares que trabalham na sala de operações são treinados e possuem experiência para identificar quando se trata de um trote ou não, mas às vezes as ligações são tão reais, que o socorro é deslocado até o local da falsa chamada. Além do deslocamento das equipes e do congestionamento da linha, os trotes também geram gastos desnecessários de dinheiro, ainda mais com o combustível tão caro sendo usado sem necessidade.

Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 200 ligações falsas são atendidas por dia em todo o estado. Em 2021, já foram quase 80 mil trotes em todo o Estado. As chamadas indevidas geram custos desnecessários para a corporação, diminuem a eficiência das operações e colocam em risco a vida de quem realmente precisa de socorro.

O Corpo de Bombeiros também faz um alerta. Muita gente liga para o 193 para fazer perguntas sobre o que aconteceu ao ver as viaturas nas ruas, para pedir informações ou fazer elogios, mas isso também atrapalha o serviço dos militares e principalmente, congestiona a linha, atrapalhando o contato entre o Corpo de Bombeiros e quem precisa do socorro.

“Trote não é brincadeira. Também é bom alertar que para pedir informações ou fazer elogios o 193 não é o canal adequado. Isso atrapalha o serviço de toda uma estrutura”, disse o Corpo de Bombeiros em nota enviada ao SF Notícias.

VEJA MAIS

VEJA MAIS