Após ter nome escolhido pela população, novo herói de quatro patas dos Bombeiros começa a receber treinamento

Filhote da raça Bloodhound vai reforçar as atividades de Busca, Resgate e Salvamento com Cães

A tropa canina do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro cresceu. O 2º Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente recebeu um filhote da raça Bloodhound, de dois meses de idade, que vai reforçar as atividades de Busca, Resgate e Salvamento com Cães (BReSC) da corporação. O cão Hórus já está recebendo os primeiros treinamentos para a sua formação operacional. Junto ao seu condutor, ele será preparado para atuar em situações diversas em regiões de cobertura vegetal (matas, florestas e montanhas), áreas deslizadas ou estruturas colapsadas.

“Esta raça demonstra grande aptidão para o tipo de trabalho que desempenhamos. É um animal de faro muito apurado, que será capacitado por meio de uma técnica chamada Mantrailing, que utiliza o odor específico da vítima”, afirmou o tenente-coronel Henaut, comandante do 2° GSFMA. A aquisição também faz parte de um planejamento de renovação do efetivo canino do CBMERJ. Atualmente, o canil conta com 17 animais, sendo 8 aptos ao serviço e 9 em treinamento.

continua após a imagem

Escolha do nome
No dia 21 de dezembro o SF Notícias havia publicado que o Corpo de Bombeiros do Rio tinha lançado uma enquete para para escolher o nome do filhote. Havia as opções Hórus, Texas e Gringo, e a mais votada pela população foi Hórus. “Queremos agradecer a participação de todos que ajudaram a escolher o nome do novo herói de quatro patas do Corpo de Bombeiros. O nosso mascote foi batizado de Hórus. O filhote da raça Bloodhound chegou no canil da corporação há poucos dias e terá uma missão nobre pela frente”, diz a publicação do Corpo de Bombeiros.

VEJA MAIS

VEJA MAIS