Após denúncia feita ao Linha Verde, polícia flagra corte de árvores em Nova Friburgo

Policiais encontraram várias toras de árvores na carroceria de um caminhão, e flagraram dois homens cortando outras árvores com um machado

Policiais lotados na Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual dos Três Picos flagraram dois homens cortando árvores em um terreno no município de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. De acordo com o Disque Denúncia, policiais foram até a localidade de Campo do Coelho após o Programa Linha Verde ter recebido uma denúncia de desmatamento. No local eles encontraram uma área de 40 mil m² degradada. A denúncia feita ao Linha Verde, o Disque Denúncia do Meio Ambiente, citava que homens vinham desmatando o terreno com o objetivo de criar um loteamento clandestino no local.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Os policiais identificaram uma propriedade murada e em seu interior, havia um caminhão cuja carroceria encontrava-se carregada com várias toras de árvores, e flagraram dois homens que cortavam outras árvores com auxílio de um machado. Todas as árvores eram de médio e grande porte com características nativas. Ao serem questionados sobre a autorização necessária para a supressão da vegetação, os homens alegaram que foram contratados apenas para realizar o corte das árvores, não sabendo sobre as licenças necessárias. O caso foi registrado na 151ª Delegacia de Polícia de Nova Friburgo com base no artigo 38 da lei de crimes ambientais.

O Linha Verde reforça a solicitação para que a população continue denunciando crimes ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital), além do APP “Disque Denúncia RJ” disponível para celulares. Por essa modalidade, o denunciante pode enviar fotos e vídeos, com a garantia do anonimato. É possível denunciar também através da página do Linha Verde no Facebook, www.facebook.com/linhaverdedd ou ainda pelo site do Disque Denúncia (www.disquedenuncia.org.br). Lembrando que em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.

VEJA MAIS

VEJA MAIS