Aperibé, Cordeiro, Itaocara, Pádua, S.Fidélis e outras cidades com risco muito alto para incêndios florestais

Alerta emitido pelo Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais é válido para todas as cidades das regiões Norte, Noroeste e Serra do estado

Municípios do Norte, Noroeste Fluminense e Região Serrana apresentam risco Muito Alto para ocorrências de incêndios florestais. É o que indica o mapa elaborado pelo Centro Estadual de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden-Rj. O mapa é elaborado através da metodologia do Índice de Inflamabilidade de Nesterova, com fonte de dados do Instituto Nacional de Meteorologia.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Pelo mapa mais atualizado, divulgado nesta quarta-feira (20/07), todos os municípios dessas três regiões apresentam risco Muito Alto. Muitos desses incêndios começam com a queimada de lixo doméstico, o que é considerado crime ambiental e a pena prevista é de até quatro anos de reclusão. A prática emite poluição na forma de fumaça, causa risco de incêndio para as habitações locais, destrói a vegetação e pode causar a morte de animais que ocupam as redondezas. Em caso de emergência, os moradores devem ligar para o 193.

Por conta da preocupação com essa época do ano e com as queimadas florestais, o Programa Linha Verde, o disque denúncia do meio ambiente, reforça a importância das denúncias para que seja possível combater preventivamente esse tipo de ocorrência, denunciando focos de incêndios e até mesmo informando sobre pessoas queimando lixo doméstico próximo a florestas ou entrando em matas com produtos inflamáveis. Para denunciar, a população pode ligar para os telefones 0300-253-1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177, ou ainda utilizar o aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”, enviando fotos e vídeos sempre com a garantia do anonimato. No caso das queimadas, as informações são repassadas também ao Corpo de Bombeiros, a fim de realizar o combate a esses focos de incêndios.

VEJA MAIS

VEJA MAIS