Ao deixar a Libertadores o Fluminense enfrentará o Botafogo no clássico

Depois dos pênaltis, terminados por 4 a 1, no Defensores del Chaco, o time fluminense deixou o torneio na terceira fase preliminar e foi eventualmente a primeira equipe brasileira a se despedir da Libertadores

Foto: Lucas Merçon/FFC

Na quarta-feira passada (dia 16 de março) , o tricolor enfrentou o Olimpia-PAR e acabou superado na Libertadores. Para verificar seus palpites sobre os seus times favoritos, junte-se conosco e aumente seus ganhos escolhendo a melhor casa de apostas aqui.

Depois dos pênaltis, terminados por 4 a 1, no Defensores del Chaco, o time fluminense deixou o torneio na terceira fase preliminar e foi eventualmente a primeira equipe brasileira a se despedir da Libertadores. Com o resultado, o Flu disputará a Copa Sul-Americana e continuará nos campeonatos nacionais.

A partida contra o Olimpia-PAR foi muito tensa e cansativa para os dois times. O time paraguaio bateu a equipe carioca no tempo de regulamento por 2 a 0 com os gols de Recalde e Paiva e conseguiu se qualificar para a etapa de grupos nas cobranças de pênaltis vencendo por 4 a 1.

Aos 7 minutos, após cobrança de falta de Jhon Arias, David Braz ficou com a sobra, dominou e, livre na área, balançou a rede. O árbitro, no entanto, anulou o gol por causa do toque de mão. Aos 17, Martinelli lançou para Arias cabecear nas mãos do golista.

Aos 35 minutos, Jorge Recalde abriu o placar para o Olimpia-PAR, com um gol de cabeça. Aos 41 minutos, em contra-ataque efetuado por Jhon Arias, Germán Cano recebeu passe do colombiano e, da entrada da área, encheu o pé, parando no goleiro. Nos acréscimos, o argentino arriscou mais uma finalização de longe, atingindo sucesso nenhum.

Aos 20 minutos, Willian Bigode avançou e passou para Gabriel Teixeira, cara a cara, finalizar em cima do goleiro. Aos 42, o camisa 17 soltou uma bomba, espalmada pelo goleiro. No instante seguinte, Guillermo Paiva, na área, pegou a sobra e arriscou o arremate para marcar o segundo gol do Olimpia-PAR.

O Olímpia já tinha sido algoz do Flu na Libertadores de 2013. Naquela edição, as equipes se encontraram nas 1/8 de final. Após o empate sem gols em São Januário, a equipe do Fluminense, na época também chefiada por Abel, perdeu no Defensores Del Chaco, dando adeus ao torneio.

A equipe tricolor volta a jogar em campo na segunda (dia 21 de março), quando encara o Botafogo, no Nilton Santos, em clássico que abre o duelo pela semifinal do Carioca, onde hoje o Flu está liderando a tabela.

VEJA MAIS

VEJA MAIS