terça-feira , 22 setembro 2020

Ameaçado de extinção e homenageado na nota de R$200, lobo-guará morre atropelado na RJ-116 entre Miracema e Pádua Segundo a Defesa Civil de Miracema, o desmatamento, a estiagem e as queimadas fazem com que os animais silvestres se arrisquem em busca de água e alimentos

Segundo a Defesa Civil de Miracema, o desmatamento, a estiagem e as queimadas fazem com que os animais silvestres se arrisquem em busca de água e alimentos

Fotos: Defesa Civil Miracema

Um dia após o lançamento da nova nota de R$ 200,00, com imagem de um lobo-guará, um animal da espécie foi encontrado morto às margens da RJ-116, próximo à divisa entre Santo Antônio de Pádua e Miracema, no Noroeste Fluminense. De acordo com a Defesa Civil de Miracema, o animal apresentava sinais de atropelamento. O órgão foi informado sobre o animal por motoristas que passaram pelo local, mas os agentes encontraram o lobo já sem vida. O corpo foi removido e enterrado pelo proprietário de uma fazenda. “O desmatamento, a estiagem e as queimadas fazem com que os animais silvestres se arrisquem em busca de água e alimentos” – destaca a Defesa Civil. (continua após a publicidade)

Esse não é o primeiro caso de aparecimento de um lobo-guará no Noroeste Fluminense, apesar de ser o primeiro caso em que o animal foi encontrado morto. Segundo a Defesa Civil, houve quatro registros da espécie no município no ano passado. Em 2015, um lobo-guará causou pânico ao invadir uma residência na Rua Estorgilda Dias Sentineli, no Jardim Bervely. Já em outubro do ano passado, um lobo-guará foi flagrado correndo pela Travessa Jamil Cardoso, no Centro de Miracema. Ainda naquele mês, agentes da Defesa Civil flagraram um lobo fugindo de um incêndio que atingiu a Fazenda Sayonara. A espécie é comum nas áreas de mata do município e região.

Mais do SFn