Além de lojas, restaurantes, lanchonetes e templos religiosos estão autorizados a reabrir em São Fidélis

Segundo o novo decreto publicado pela Prefeitura, continuam suspensas as atividades em academias, salões de beleza, barbearias e congêneres
Foto: SF Notícias

Além de autorizar a reabertura de estabelecimentos comerciais, como lojas, o novo decreto publicado na noite desta terça (28) pela Prefeitura de São Fidélis, no Norte Fluminense, também autorizou a reabertura de restaurantes, lanchonetes e congêneres, autorizando ainda as atividades de organizações religiosas. Desde o último dia 20 estes seguimentos estavam fechados ao público. O novo decreto mantém suspensas as atividades em academias, salões de beleza, barbearias e congêneres. Também foi suspenso o rodízio de CPFs nos supermercados. Nos estabelecimentos comerciais de bares, fica permitido os serviços apenas para entrega em domicílio e retirada de produtos. Segundo a Prefeitura, a medida de flexibilização se baseia em análise técnica em virtude de que nesta terça (28) o município se encontrava com uma taxa de ocupação hospitalar de 37% na enfermaria e de 40% na UTI do coronavírus. As normas têm validade até 11 de agosto, devendo ser reavaliadas após esse período ou anteriormente. (continua após a publicidade)

De acordo com o decreto, o comércio em geral deve funcionar de 9h às 17h de segunda à sexta e de 8h às 12h aos sábados. Nos restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres fica limitado para o atendimento ao público a 50% da capacidade de lotação, limitado o horário de funcionamento para o atendimento presencial até às 20h, com a normalidade de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento em qualquer horário. O consumo de bebidas alcoólicas nestes estabelecimentos continua proibido. Além das medidas de prevenção à disseminação do coronavírus, como uso obrigatório de máscaras; higiene das mãos; intensificação das ações de higiene e limpeza nos estabelecimentos comerciais; distanciamento social; criação de mecanismos para evitar aglomerações; recomendação para que as pessoas consideradas do grupo de risco cumpram o isolamento social no máximo possível; e afastamento de funcionários/colaboradores que apresentem qualquer dos sintomas, a Prefeitura pediu, como forma de prevenção, a conscientização da população quando for se dirigir ao comércio. “Evite ir em dupla ou em grupo. Se puder, vá sozinho (a) fazer suas compras, dê preferência em pedir delivery, faça transações financeiras por aplicativos e se precisar sair, use máscara e higienize as mãos” – orientou.

VEJA MAIS

VEJA MAIS