Ainda na bandeira vermelha em setembro, taxa extra terá reajuste e conta de luz ficará ainda mais cara

Em julho o valor da bandeira vermelha patamar 2 passou de R$ 6,24 para os atuais R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos, mas esse valor deve aumentar para R$ 14,20 por 100 kWh

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a bandeira vermelha, patamar 2, para o mês de setembro. Com isso, o custo de cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumidos continua sendo de R$ 9,492. Segundo a agência, o mês de agosto, que está chegando ao fim, manteve o estado crítico dos reservatórios das usinas hidrelétricas do país. A perspectiva para setembro não deve se alterar significativamente, com os principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN) atingindo níveis consideravelmente baixos para essa época do ano.

Tem Instagram ❓❓ Siga o SF Notícias no Insta > @sfnoticias

Essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada. Importante frisar que os valores das bandeiras tarifárias estão em análise e serão divulgados posteriormente.

Novo reajuste
A bandeira vermelha patamar 2, que vai continuar em setembro, deve ter um novo reajuste em seu valor nos próximos dias, passando dos atuais R$ 9,492 a cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumidos, para até R$ 14,20 por 100 kWh.

O valor da bandeira vermelha patamar 2 já tinha sido reajustado no mês de julho, passando de R$ 6,24 por 100 kWh para os atuais R$ 9,49. A Aneel abriu uma consulta pública para decidir se a taxa da bandeira continuaria em R$ 9,49 por 100 kWh ou se aumentaria para R$ 11,5 por cada 100 kWh.

VEJA MAIS

VEJA MAIS